31 de Janeiro de 2011

Cídio Carneiro

cidio-carneiro.jpg

Cídio Carneiro

Cídio Carneiro, um baluarte apaixonado pela AABB

Muitos nomes desfilaram pela galeria dos que trabalharam para tornar a AABB um refúgio de quebra das tensões do dia a dia. Cídio da Silveira Carneiro foi um dos que conviveu até bem pouco entre nós. Como fundador, benemérito e sócio proprietário participou dos momentos mais dramáticos da luta para consolidar a Associação como o espaço no qual o funcionalismo do Banco do Brasil garantiu para desfrutar seus momentos de descanso ao lado de sua família.

Por diversas vezes assumiu interinamente a Presidência da AABB, mas nunca candidatou-se ao cargo, porque sua maior alegria era o trabalho na organização do futebol, a principal atividade esportiva do começo. Foi Vice-Presidente de Esportes em 1938 e, como diretor do Botafogo FR, sua outra paixão, conseguia alugar o campo, as quadras e piscinas do alvi-negro para o treinamento dos atletas da AABB. Despertou com isso o sentimento de que era necessário a aquisição de uma sede própria. Participou ativamente das negociações para a aquisição de um local situado na zona sul até chegar neste terreno frente à Lagoa Rodrigo de Freitas. Nas reuniões sócio-culturais trazia sempre uma novidade e até atuava nelas, como na inesquecível performance da “Ceia dos Cardeais”, várias vezes encenada.

Cídio tinha a AABB como uma de suas paixões. Nas rodas dos amigos, nas reuniões por onde passava, nos inúmeros escritos que assinava não se cansava de repetir: “A NOSSA AABB”. E para que não pairasse dúvidas explicava: “Digo NOSSA não porque quero dizer que ela seja propriedade nossa, pois a AABB é impessoal e eterna. Digo NOSSA com o mesmo carinho com que nos referimos ao nosso Estado, à nossa Família, à nossa Pátria”.

Compartilhar:

Comentários

Banners